outono
 

de todos nós
a porta sempre
aberta

orbitando
poemas nas quinas
da cena

sol
de cada
década

sou
de cada
época

som
de cada
era

palavra, chão de tempo,
letras cultivadas ao leito
céu forte e vento aberto,
na beira de toda inconsciência

 
12/04/2011 | 19h28 | giovani
 
tudo e nada
 

passo perto da inspiração
quando encontro a curva
de uma seta

mais gente, mais carros,
mais prédios, mais trabalho,
mais coisas e coisitas mais

menos paz...

 
30/03/2011 | 18h17 | giovani
 
trans ~~
 

sair da rotina
é fundamental
pra se ver
e ver
o nosso mundo
de fora

triste mas as vezes
em meio a tanta vida
só nos sobra tempo
para cronometrar
nosso tempo
no despertadores

toda manhã
despertamos dores
de vidas incompletas
vividas pela metade
cegos de luzes
e responsabilidades
que julgamos nossas

e como é bom ver daqui,
longe do cotidiano
que outros caminhos se abrem
possibilidades remotas
tornam-se presentes
transformações

 
22/03/2011 | 22h39 | giovani
 
pipa
 

a natureza é completa
e o tempo todo me deparo
com o paraíso que vive aqui

tudo me ensina algo
sol e céu sempre abertos
e em cada paisagem
percebo a beleza desse lugar

vejo o verde das águas
e no que é a cidade
respiro essa mistura
maravilhosa de culturas
sotaques e costumes

já é noite
sei que as estrelas estão presentes
hoje cortejam a luz da linda lua cheia
que eu também vou encontrar

cada instante é raro
posso refletir mais sobre tudo
reencontro meus caminhos
com a clareza que faltava antes

 
17/03/2011 | 21h12 | giovani
 
pré-carnaval
 

... e diz que vai se embora,
pra morar de volta no sertão,
amora com orvalho de acordar
e dormir no tempo cigano ...

 
07/02/2011 | 18h55 | giovani
 
rios de janeiro
 

viver o caos das cidades
na fragilidade humana
é um desafio a vida

a harmonia com espaço que habitamos
depende da reinvenção da vida

boas vibrações a todos os afetados
pelas calamidades atuais

[mais um chegando de trem]

 
18/01/2011 | 20h42 | giovani
 
finzin
 

nas pontas dos dedos
balanços voam juntos
abrem um céu de muito

e se nublasse
o dia inteiro
quando eu olhasse
nuvem embora
isso sol ondas

 
22/12/2010 | 19h15 | giovani
 
colagem de veraneio
 

poesia, música e cachaça
prosa da harmonia
gastronomia 
praça
verão jazz 
dezembro áfrica
dez vezes vontade

 
09/12/2010 | 18h06 | giovani
 
tristeza do jeca
 

o caipira vive novas estações
de coletivos musicais
flutuando em balões
procurando amar

sai do sertão
vem pra capital
vive meio urbano
meio rural

tenta se preservar da selva
de indivíduos individuais
se morrer tanto faz

quando sente que se perde
volta pra cidade mãe
e vai se encontrar

 
02/12/2010 | 11h42 | giovani
 
física
 

tudo é passível de mudança
possibilidades ativas
surge movimento
natureza

quântica

enfim soa aleatório
mas é convexo

 
22/07/2010 | 19h10 | giovani
 
inferno alto astral